Maia diz que ‘não vai misturar denúncia com problema de dois partidos e parte do Planalto’

Setembro 22, 2017 Sem comentários »
MAI1 BSB DF 16 08 2017 NACIONAL O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia chega ao congresso para dar início à votação de proposta de Reforma Política, em Brasília. FOTO:DIDA SAMPAIO/ESTADAO

MAI1 BSB DF 16 08 2017 NACIONAL O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia chega ao congresso para dar início à votação de proposta de Reforma Política, em Brasília. FOTO:DIDA SAMPAIO/ESTADAO

Presidente da Câmara fez duras críticas a ministros e sigla de Temer, por levarem ao PMDB deputados que o DEM queria arregimentar

BRASÍLIA – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), negou nesta quinta-feira, 21, que os problemas entre PMDB e DEM possam influenciar na tramitação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara. “O DEM não vai misturar uma coisa com outra. Nós não vamos misturar uma coisa tão grave, que é a denúncia, com um problema que envolve dois partidos e envolve parte do Palácio do Planalto”, afirmou Maia, após participar da Cúpula das Câmaras de Comércio argentinas no Brasil, no Rio de Janeiro.

+ Maia reclama: “A gente não pode ficar levando facada nas costas”

Na quarta-feira, Maia fez duras críticas ao presidente Temer e a ministros palacianos, ameaçando inclusive retaliação do DEM em votações de interesse do governo. Segundo Maia, o governo e o PMDB têm tratado o seu partido como “adversário” e isso poderia refletir na relação da bancada com o Planalto no Congresso. “Nós queremos saber qual é a verdadeira posição do governo e do PMDB em relação aos Democratas. Tem parecido um tratamento de adversários, eu espero que não vire uma relação entre inimigos”, disse ontem o presidente da Câmara.

Assunto Relacionado

Comente

*