Igreja pede atenção sobre febre amarela

Janeiro 26, 2018 Sem comentários »

Recomendações oficiais são dadas para auxiliar pessoal em acampamentos e evitar problemas com a doença que se alastra no Brasil.

Assunto preocupa autoridades principalmente desde janeiro desse ano.

Assunto preocupa autoridades principalmente desde janeiro desse ano.

A alta incidência de casos de febre amarela preocupa autoridades de todo o Brasil, inclusive a liderança da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Por essa razão, a organização dá algumas orientações, especialmente voltadas ao período do feriado de Carnaval, quando costumam ser realizados vários acampamentos com milhares de participantes. Segundo informou o Ministério da Saúde, entre julho de 2017 e 23 de janeiro deste ano, foram confirmadas 53 mortes e o número de casos registrados chegou a 130.

Ainda que o surto seja regionalizado, a Igreja Adventista tem algumas orientações para aqueles que participarão de acampamentos no Brasil:

– Recomenda-se a vacinação, lembrando que o efeito deve começar a ser sentido após 10 dias desde a data da aplicação.

– Quem já tomou a vacina em dose única não precisa se vacinar novamente. Atualmente, a vacina é oferecida em dose fracionada. O tempo de proteção da dose padrão é para a vida toda. Já com a dose fracionada, a duração é de pelo menos oito anos.

– Desaconselha-se a realização de acampamentos nas áreas rurais dos municípios onde foram encontrados humanos ou animais infectados pelo vírus da febre amarela.

– É sugerido aos acampantes que façam uso de repelentes.

O diretor de Ministério Jovem da Igreja Adventista para oito países sul-americanos, Carlos Campitelli, explica que as recomendações ajudam os participantes a ter um ótimo acampamento com segurança e saúde. E reforça a necessidade de que aqueles que não foram vacinados busquem os pontos de vacinação.

Assunto Relacionado

Comente

*